Consultoria para etiquetagem energética

Concepção e adequação de projetos e edificações para se tornarem aptos a receber a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia Nível A, emitida pelo INMETRO.

Trata-se de consultoria para concepção e adequação de projetos e edificações para se tornarem aptos a receber a etiqueta Nível A de eficiência energética do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), emitida pelo INMETRO, em conformidade com o Programa Brasileiro de Conservação de Energia em Edifícios (PROCEL Edifica).

A etiqueta é um selo de conformidade baseada em normas e referenciais técnicos específicos que, no caso do PBE Edifica, indica o nível de desempenho energético em termos de potencial de conservação de energia das edificações. São cinco os níveis de classificação, indicados por letras, variando de A (mais eficiente) até E (menos eficiente). O programa possui dois referencias técnicos, um para edificações comerciais, de serviço e públicas e outro para edificações residenciais.

A etiquetagem Nível A é obrigatória para novas construções e reformas de edifícios públicos, com área superior a 500 m² e executados com recursos federais do poder executivo. Para os outros casos a etiquetagem é voluntária.

Para os edifícios comerciais, de serviço e públicos, podem ser etiquetados a envoltória isoladamente, a envoltória em conjunto com o sistema de iluminação, a envoltória em conjunto com o sistema de condicionamento de ar ou a envoltória em conjunto com os sistemas de iluminação e condicionamento de ar.

No caso das edificações residenciais, existem três tipos de etiqueta. Etiqueta para unidades habitacionais autônomas (casas e apartamentos), etiqueta para edificações multifamiliares e etiqueta para áreas de uso comum.

Conhecida como Etiqueta PBE Edifica, seu nome oficial é ENCE – Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – e os edifícios com melhor desempenho, dentre os classificados no Nível A, recebem do INMETRO o Selo PROCEL como premiação pelo menor consumo energético e distinção do produto para os consumidores.

Entre as principais vantagens deste programa de etiquetagem está sua base teórica sólida que dá a devida importância à adequação bioclimática do projeto, premiando a arquitetura que se adequa ao clima, às condições locais e de implantação do projeto. A envoltória e sua função de niveladoras das condições de conforto dos ambientes internos tem peso importante na avaliação da eficiência energética, pois a maior parte do consumo tem relação direta com sistemas e equipamentos com função de prover conforto aos usuários, principalmente relacionados à temperatura, iluminação e aquecimento de água.

A ENCE também constitui importante ferramenta para agregar valor e qualidade aos produtos, beneficiando os compradores e usuários de imóveis, ao passo que os edifícios etiquetados garantem um menor custo de operação, além de terem ambientes mais confortáveis, provendo bem-estar e satisfação.

Outro benefício é o potencial de conectar marcas a propósitos sustentáveis e a possibilidade de uso como ferramenta de marketing. A ENCE é amplamente conhecida pelo consumidor final por já estar há tempos inserida em produtos como eletrodomésticos, eletroeletrônicos e na indústria automobilística. A etiqueta é emitida de forma distinta para projeto e edificação construída, possibilitando a divulgação do desempenho do projeto na fase de venda.