Consultoria para conforto ambiental térmico e lumínico

Adequação de projetos arquitetônicos ou edificações já construídas para obter melhor desempenho térmico e lumínico através da indicação de estratégias de projeto adequadas ao local da edificação, sua operação e manutenção, privilegiando as soluções passivas (que não consomem energia).

Toda edificação existe para atender necessidades de uso de uma ou mais pessoas. Sendo assim, além de funcional, bem estruturada e interessante esteticamente, ela deveria ser confortável para seus usuários. Ambientes desconfortáveis provocam maior cansaço físico e mental, atrapalhando a boa realização de qualquer atividade. Em termos térmicos, o desconforto está relacionado às sensações de frio e de calor no ambiente. Com relação ao lumínico, ocorre desconforto pela iluminação insuficiente e também pelo excesso de luz, que provoca ofuscamento.

A proposta desta consultoria é trabalhar em parceria com arquitetos, construtoras e incorporadoras para o desenvolvimento de projetos adequados às demandas de conforto térmico e lumínico dos usuários, bem como adequação a referenciais técnicos de conforto ambiental, eficiência energética e sustentabilidade. São indicadas estratégias para obtenção do conforto ambiental de forma passiva, ou seja, com a mínima necessidade de uso de equipamentos que consomem energia. Por isso, uma consequência direta é a obtenção de ambientes eficientes energeticamente.

As estratégias são recomendadas com base na análise do clima do local (bioclimatologia), estudo da orientação solar do terreno, características do seu entorno e, quando desejado, simulações computacionais. O conforto é viabilizado por meio da valorização da ventilação natural, controle de ganho de calor solar, especificação adequada de materiais construtivos e revestimentos, aproveitamento da iluminação natural, dentre outros.

 

Tais propostas são pensadas de forma customizada, avaliando a tipologia do edifício e suas condicionantes. Elas devem ser incorporadas, preferencialmente, desde os primeiros estudos do projeto e são indicadas sempre de forma a respeitar as premissas do projetista.

Um projeto adequado resulta em uma série de vantagens:

  • Atendimento às necessidades de conforto dos usuários, promovendo bem-estar e saúde;
  • Ambientes adequados à produtividade, aprendizado, descanso ou outras funções;
  • Diminuição de demanda e consumo energético;
  • Ganho de qualidade, valor e diferenciais competitivos aos projetos;
  • Adequação a referenciais técnicos.